20090613

"Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma? Ou que dará o homem em recompensa da sua alma?" Mateus 16:26

Um homem rico mostrou a um pastor a sua propriedade.


Apontando para o norte ele disse:
"Até onde alcança a sua visão, eu possuo".
Apontou, então, para o leste, para o sul e para o oeste, sempre repetindo a mesma coisa:
"Até onde alcança a sua visão, eu possuo".

O pastor virou-se e, apontando para o céu, perguntou:

"Quanto você possui lá em cima?

Muitas vezes cremos que alcançamos a verdadeira felicidade simplesmente porque conquistamos todos os sonhos materiais.


Temos propriedades em abundância, os carros mais luxuosos do mercado, as roupas mais bonitas dos principais estilistas, uma conta bancária que nos deixa inteiramente tranqüilos.


Mas assim como todos os bens que possuímos também a felicidade que eles trazem é passageira e enganosa.


Melhor do que ajuntar tesouros nesta terra é adquirir os tesouros celestiais.

De Deus vem a perfeita paz, o amor que o mundo não corrompe a alegria que não desaparece quando a Bolsa de Valores despenca ou quando os juros dos investimentos fracassam.
 As riquezas mundanas nos darão conforto e prazer por alguns anos.
As riquezas celestiais permanecerão conosco por toda a eternidade.
Como é bom possuir o carinho de nosso Pai divino, a segurança de caminhar ao lado de nosso Salvador, o regozijo de saber que Ele sempre nos dá o melhor, a certeza de que nossos nomes estão gravados no Livro da Vida.

Podemos até ter muito dinheiro, mas reconhecemos que não é essa a nossa riqueza e não é isso que garante a nossa vida abundante.
Passamos a ser muito ricos quando Cristo se torna o Senhor de nossas vidas.
O resto é apenas generosidade do nosso amado Senhor.

Nenhum comentário: