20140411

“Que proveito tem o homem, de todo o seu trabalho, que faz debaixo do sol? Uma geração vai, e outra geração vem; mas a terra para sempre permanece.“ Eclesiastes 1:3,4

Aqui vai um pequeno resumo da entrevista com o famoso Reynold Remhn guru da verdadeira sabedoria corporativa:
Ainda é possível ser feliz num mundo tão competitivo?
 Quanto mais conhecimentos nós conseguimos acumular, mais entendemos que ainda falta muito para aprendermos. É por isso que sofremos. Trabalhar em excesso é como perseguir o vento. A felicidade só existe para quem souber aproveitar agora os frutos do seu trabalho.
O profissional do futuro será um individualista?
Pelo contrário. O azar será de quem ficar sozinho, porque se cair, não terá ninguém para ajudá-lo a levantar-se. 
Que conselho o Sr. dá aos jovens que estão entrando no mercado de trabalho?
É melhor ser criticado pelos sábios do que ser elogiado pelos insensatos. Elogios vazios são como gravetos atirados em uma fogueira. 
E para os funcionários que tem Chefes centralizadores e perversos?
Muitas vezes os justos são tratados pela cartilha dos injustos, mas isso passa. Por mais poderoso que alguém pareça ser essa pessoa ainda será incapaz de dominar a própria respiração.
O que é exatamente sucesso?
É o sono gostoso. Se a fartura do rico não o deixa dormir, ele estará acumulando, ao mesmo tempo, sua riqueza e sua desgraça. Belas e sábias respostas.
 Eu só queria me desculpar pelo fato de que não existe nenhum Reynold Remhn.
Eu o inventei. 
Todas as respostas, embora extremamente atuais, foram retiradas de um livro escrito há 2.300 anos: o livro de ECLESIASTES, da Bíblia Sagrada. 
Mas, se eu dissesse isso logo no começo, muita gente, talvez, nem tivesse interesse em continuar lendo... 
Comentários de Max Gheringer na coluna da CBN – ele é Ex- Presidente da Pullmann, Elma Chips e Pepsi.
 Hoje é autor e colunista de várias revistas digitais e impressas levando temas corporativos de uma forma alegre e com muita sátira.

Nenhum comentário: